quinta-feira, 1 de setembro de 2011

Cada decote pede um acessório Não fique na dúvida na hora de combiná-los com a roupa! Siga à risca nossas dicas e garanta um visual equilibrado, com tudo no lugar


Cada decote pede um acessório

O acessório é como roupa: deve
combinar com sua personalidade e
valorizar seu look
Foto: Carlos Bessa

Decote em V

Ele é o melhor amigo de mulheres de seios grandes e tronco curto, já que divide o volume do busto e cria uma linha alongada no colo.

· Sinal verde: cores extravivas são ótimas para quebrar a seriedade. Um brinco imponente laranja basta para enfeitar a produção.

· Sinal vermelho: evite colares coloridos ou grandes. Prefira brincos, anéis.

Frente única


Como esse decote evidencia as costas e aumenta os ombros, combine-o com calças amplas.

· Sinal verde: invista em brincões e pulseiras. E misture peças douradas com outras prateadas. Misturar ouro e prata, só se você for ousada.

· Sinal vermelho: qualquer colar vai brigar com o franzido do decote.
Esqueça-o.

Com gola tipo padre


Na versão light, a gola tipo padre, pequena e em pé, aqui surge como camisa, suavizada pela abertura na frente e associada ao decote V — assim, seu efeito potencializador de seios desaparece!

· Sinal verde: concentre seus esforços nos pulsos. Abuse de pulseiras coloridas de madeira ou resina, usadas em dupla.

· Sinal vermelho: como a blusa tem nervuras na gola e pespontos no decote, evite poluir o colo com colares. Exceção: correntinhas finas e pingentes superdelicados.

De um ombro só


Hit dos anos 1980, esse decote atrai a atenção para cima e desvia os olhares de eventuais bumbuns grandes e culotes teimosos. Amplia os ombros e destaca pescoço e colo.

· Sinal verde: brincos poderosos são as melhores duplas para esse decote. Se quiser ousar mais, use-o de um lado só, do lado em que o braço ficou descoberto, para equilibrar as informações.

· Sinal vermelho: colares e gargantilhas não entram aqui! Como o destaque do colo é o desenho geométrico do decote, nada mais deve dividir a atenção com ele.

Trespassado


Conhecido como cache-coeur (em francês, algo como “esconde coração”), ele valoriza qualquer tipo físico e vale para todas as idades.

· Sinal verde: colares compridos alongam o corpo e afinam o tronco.

· Sinal vermelho: evite combinar colar chamativo com brincos exibidos. Escolha um ou outro. Um anel complementa o pacote de acessórios. Ele não precisa ser idêntico ao colar, mas eles devem combinar.

Tomara-que-caia


Criado na década de 1940, é feminino e sensual. Mas pode se tornar um fiasco se estiver folgado. Modelos com elástico ou do tipo corselet são os que oferecem maior segurança. As gordinhas devem optar por peças mais amplas, como esta com efeito blusê.

· Sinal verde: use e abuse de colares importantes, que preencham o espaço descoberto. Cores contrastantes de colar e blusa adicionam modernidade até ao mais certinho dos looks.

· Sinal vermelho: mulheres de seios grandes ou mais cheinhas devem fugir das gargantilhas e escolher sempre colares de médios a longos.

Por Monica Salgado
Fonte: MdeMulher